Skip navigation

 

 

 

 

Fotografia de Alda Maltez 

Ser.

Ser não é.

Ser existe…

e quando existe, na sua forma mais primária,

 na sua essência mais pura, Ser é feliz.

Ser não analisa, não critica, não subverte.

Ser aceita quem é, e quem os outros são.

Ser não desespera, porque nada espera.

Ser não planeia, por isso nada receia.

Ser existe, e na sua beleza pura, Ser irradia amor e luz.

Ser não tem nada, porque Ser é tudo.

Ser ama cada flor, cada gota de chuva, cada raio de sol de forma igual.

Ser tem uma sabedoria que está para além da sabedoria.

Ser está sempre em paz e transmite paz a quem o rodeia.

Ser é feliz sem nada, porque Ser existe na melhor forma que se pode existir.

Ser é definitivamente, a melhor maneira de se estar.

 

Pena que só se consegue esse estado de alma de vez em quando.

 Pena que o dia-a-dia nos puxe e nos prenda os pés ao chão.

 Quando a nossa mente se expande e alcança o divino,

torna-se por vezes complicado viver entre o céu e a terra… 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: