Skip navigation

 

 

Meu Amor…

Estas são palavras que eu não falo.

São coisa intimas, só minhas,

Que guardo fundo, que calo.

Acabaste de chegar, e vais embora…

Fica mais um pouco em mim.

Faz com que o passado e o futuro seja agora.

Conta-me sobre o teu dia,

Que eu bebo as tuas palavras

Respirando nostalgia.

E se hoje eu te olhar… Com outro olhar.

E se eu te despir… Sem te tocar.

E se eu te beijar… Sem te dizer.

Não ligues…Não dês importância…

É do momento.

Porque eu, meu amor, nunca te hei-de amar.

Foi assim o combinado… Lembras-te?

 

Alda Maria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: