Skip navigation

 

 

 

Alda Maria – Dunas

Acrilico sobre tela 120×120

Vou contar-te um segredo…

 Com certeza que já ouviste falar em vidas passadas.

 Acreditas?

 Posso confiar em ti, e contar-te tudo o que descobri?

 

Há muitos séculos atrás,

na idade média, viveu uma mulher que se chamava Kenna.

Era oriunda de uma tribo indigena, que habitava a floresta.

Kenna vivia com o seu companheiro, Metuqui,

de quem tinha um filho, de seu nome Orion, mas Kenna não era feliz.

Um dia passou pela sua tribo um guerreiro vindo de longe

e Kenna perdeu-se de amores por ele, e ele por ela.

Quando o guerreiro partiu, Kenna partiu com ele, levando consigo Orion.

 Foi assim que Kenna encontrou o grande amor da sua vida, a sua alma gémea.

Wetiok era um jovem guerreiro que andava de tribo em tribo,

mas por amor a Kenna, deixou a sua vida errante e viveram tempos

de amor e felicidade, que juraram, seria eterno.

Mas o que eles não sabiam, é que Metuqui, por despeito e vingança,

 havia lançado sobre eles um feitiço, para que, o nascimento do seu primeiro filho,

os separasse para toda a eternidade.

Foram anos de  grande harmonia e felicidade, sem que houvesse a minima suspeita

 da vingança de Metuqui, até que um dia Kenna ficou de novo grávida.

 Quando nasceu a filha de ambos,  Atuquia, Wetiok, inexplicavelmente,

num acesso de ciumes exigiu, que Kenna entregasse o seu filho Orion a alguém para cuidar,

para que apenas se dedicasse à filha de ambos.

Com medo do que ele pudesse fazer com o seu filho, Kenna, com o coração partido

de dor e mágoa, durante a noite agarrou em Orion e deixou Wetiok para sempre,

que ficou sozinho  com a filha de ambos para criar.

Arrependido, Wetiok passou o resto da sua vida a procurar por Kenna.

Viajou de aldeia em aldeia, com Atuquia a procurar por ela, mas nunca a encontrou.

Morreu de tristeza, e nunca mais voltou a casar, pois havia perdido para sempre

 a única mulher que alguma vez havia amado.

Kenna também não voltou a casar, e morreu velhinha, curiosamente muito perto

 do lugar onde Wetiok foi enterrado.

E foi assim que começou um Karma, que até aos dias de hoje se encontra por resgatar.

Todas as vidas desde então, Kenna e Wetiok se encontram,  mas nunca mais se voltaram a unir.

Todas as vidas se amam e se desencontram.

 O feitiço apenas pode ser quebrado por uma pessoa que saiba de toda a verdade,

 e em todas as vidas, Kenna tem vindo a reunir provas até ao fim dos seus dias,

e a desenvolver capacidades que lhe dêem o conhecimento para lutar contra essa maldição.

Infelizmente, o feitiço é muito forte, e apenas pode ser quebrado quando eles

de novo se voltarem a tocar.

 Numas vidas, é Kenna que foge do amor dele, com medo de voltar a sofrer,

e noutras, é ele que foge do amor dela. A dor que Wetiok sentiu por ter amado tanto Kenna,

ainda está gravado no seu subconsciente, e ele foge  desse  sentimento

que um dia o fez morrer de tristeza. O karma de Kenna é saber a verdade e não poder

fazer nada, porque Wetiok se recusa a ouvir a sua voz interior. Enquanto esse dia não chegar,

esse karma não será resgatado,  para que então eles possam de novo encontrar os seus

 verdadeiros caminhos.  A Kenna, resta-lhe apenas esperar, que Wetiok  encontre dentro dele

 as respostas, que ela já há muito tempo encontrou, e que, quando esse dia chegar, não seja,

de novo, tarde demais…

 

Alda Maria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: